Cynthia Lopes

13/09/2017

Cynthia Lopes, 33 anos, nascida em Nova Friburgo, região serrana do Rio de Janeiro, sempre gostou de ler, mas nunca se encantou de verdade. Lia livros esporadicamente. Mas seu vício pela leitura começou mesmo com o livro 50 tons de cinza. Depois desse que agora já leu 4 vezes, não consegue mais ficar sem ler. Sua pilha de livros a serem lidos, sempre aumenta

Sempre apoiou principalmente os autores brasileiros, divulgando seus trabalhos em seu grupo no facebbok, nunca pensou que agora estaria do outro lado, como autora. A ideia do livro, Por trás das grades, começou como uma conversa no wattsap com suas amigas e aos poucos foi se formando.

E hoje, está se tornando uma realidade. Como sempre aproveita as chances que a vida lhe dá, está entrando de cabeça nesse mundo da literatura brasileira

Chá das Seis: Conte-nos um pouquinho quem é Cynthia Lopes e como a escrita surgiu em sua vida.

Cynthia: Sou uma pessoa que adora fazer amizades, totalmente viciada em leitura. A escrita surgiu em minha vida, de uma maneira muito inesperada. Estava conversando com umas amigas no wattsap, de lá veio a ideia de uma história. E me aventurei em coloca-la em prática. Foi uma experiência única. Agora não consigo mais parar.

Chá das Seis: Por trás das grades é seu romance de estreia. De onde veio a inspiração para a história e para compor as personagens?

Cynthia: A inspiração veio da mudança. Queria algo diferente, fugir totalmente do clichê que vemos muito hoje. Meus personagens, os homens por exemplo, usei ainda o estereótipo que todo mundo gosta. Forte, bonito e tatuado. Na mulher é que diferenciei, ela não é tímida, e nem ingênua. Ela tem atitude, faz aquilo o que realmente acredita.

Chá das Seis: Por trás da grades teve seu lançamento na Bienal do Livro de São Paulo. Relate-nos sua experiência.

Cynthia: A experiência foi incrível. Uma coisa que começou do nada, estava ali na minha frente, totalmente real. Pegar um livro na mão e saber que cada palavra escrita ali, foi você quem escreveu. Não tem preço. E o mais importante e poder levar um pouquinho desse mundo de Nicolas e Bianca para as pessoas, a cada mensagem que recebo, das pessoas me dizendo o que achou, me deixa muito feliz. E me dá forças para continuar escrevendo.

Chá das Seis: Qual é sua autora ou autor favorito? Você acredita que este escritor influenciou no seu processo de escrita?

Cynthia: É difícil escolher um só. Mas adoro a Kate Evans ( Série Real e Devasso), Collen Hoover, Collen Houck, e muitos mais. Acho que cada um de alguma forma influenciou meu processo sim.

Chá das Seis: Seu primeiro romance saiu do estereótipo do protagonista ser um grande executivo. Você acredita que o sucesso de seu livro se deve a este fato?

Cynthia: É difícil responder á isso, porque lidar com o gosto das pessoas é complicado. Muitas ainda curtem o fato do CEO, poderoso e rico. Se encantar com sua secretária etc. Como eu quis fugir disso totalmente, acho que talvez sim, algumas pessoas estejam procurando novas aventuras e é ai consigo conquista-los com essa história.

Chá das Seis: Por trás das grades explora as vicissitudes do submundo do crime. Qual foi o grande desafio de uma obra desse tipo?

Cynthia: O grade desafio foi passar uma história, mais perto da realidade possível. Não queria uma coisa muito fictícia, queria que as pessoas lessem e vissem o que realmente acontece, dentro e fora da cadeia.

Chá das Seis: Você acredita que a internet colaborou para sua escrita e para a divulgação do livro?

Cynthia: A internet foi fundamental. Primeiro para as pesquisas, tive ajuda com a parte jurídica de umas pessoas. Mas em sua maioria a internet nos dá todas as informações para compor a história. E

colaborou totalmente para a divulgação, tendo em vista que hoje é o meio mais visto pelas pessoas, então toda a minha divulgação é feita pela internet

Chá das Seis: Qual sua inspiração para compor suas personagens?

Cyntia: Eu tinha um propósito para cada um deles. E a inspiração veio deles mesmo. Que por incrível que pareça, foram se tornando cada um com seu jeito. Quis mostrar que cada pessoa tem dois lados. Ninguém nunca é durão o tempo todo, assim como nem todo mundo é bom para sempre.

Chá das Seis: Quais são os seus próximos projetos?

Cynthia: Estou com dois contos agora para o natal. Que é " Um natal marcante" e o outro é um spin-off do Por trás das grades, se chama " Indulto de natal". E também o primeiro livro de uma série já está pronto " Quando eu vi você", mas ainda sem data para lançamento.

Chá das Seis: Onde os leitores poderão encontrar seu livro?

Cynthia: A partir do dia 15 de novembro. O ebook vai estar disponível na amazon, e o livro físico a partir de dezembro, vou abrir uma pré-venda dele, indo para o leitor com autografo e dedicatória,