Desejo à Meia-Noite

06/01/2017

Resenha por Diane Bergher

Descobri Lisa Kleypas antes dos seus livros chegarem ao Brasil. Seus romances são uma perfeita amostra do que deve ser um romance de época: amor, paixão, sedução, aventura e clichês na medida certa. Uma das coisas que mais gosto na Lisa é ela se arriscar ao juntar casais improváveis, cuja química transborda de imediato ao se encontrarem. Em Desejo à Meia Noite, o primeiro livro da Série Os Hataways não foi diferente. Amélia é a irmã mais velha de uma família desajustada e se vê às voltas procurando seu irmão boêmio Leo. Numa dessas noites, ela encontra Cam Roham, um mestiço, meio cigano, meio irlandês, muito sedutor, misterioso e sexy, um investidor bem-sucedido e gerente de um famoso clube. O sentimento entre os dois é intenso, mas Amélia resiste em admitir que precisa de Cam. Por ser a mais velha numa família órfã, Amélia entende que seu dever é cuidar apenas dos irmãos, liberando Cam para que siga seu destino. É claro que o cigano não desistirá da sua mocinha e usará de todo o seu charme (esse é homem é tirar o fôlego, um dos meus preferidos na série) e, sem dó nem piedade, pegará o coração de Amélia para si. A trama, muito bem desenvolvida, é intensa, descreve muito bem as dificuldades e preconceitos que o casal precisa enfrentar para viver seu amor. A diferença cultural entre os personagens principais e a família desajustada de Amélia ditam o ritmo da narrativa e empolgam o leitor.

Os Hatawys, com certeza merece ser lido. Cada um dos livros conta a estória de um dos irmãos e um é melhor que o outro o outro. Lisa kleypas é uma romancista que nos faz mergulhar nas profundezas dos sentimentos humanos e, com certeza, é uma aposta certeira para as férias. 

Quem se interessou pelo livro, basta apenas clicar na imagem a seguir e comprar seu exemplar.