Então eu te vi

31/12/2016

Resenha por Diane Bergher

Então eu te vi é o primeiro volume da Duologia À Primeira Vista, da talentosa Manu Sousa, e encantou-me ainda quando a Manu estava construindo a estória no Wattpad. O assunto até pode parecer clichê ou um tanto batido: almas gêmeas. Mas garanto que não se arrependerá se apostar na leitura. Diferentemente de outros livros que exploram o tema, cada vida em que Nicolas e Catarina se encontram é narrada com riqueza de detalhes e não há como não se emocionar com a história dos dois. O primeiro volume conta o reencontro dos dois na vida atual, a ansiedade de Nicolas em entender a inquietude de sua alma e sua procura incansável por Catarina, a mulher que permeia seus sonhos desde a adolescência, além do encontro dos dois na Roma Antiga. A Manu nos brinda com uma narrativa suave, mas ao mesmo tempo carregada de paixão e sentimentalismo. Perfeccionista, Manu envolveu-se em todos os detalhes do livro e o resultado não poderia ser outro: tudo perfeito e impecável. A Duologia À Primeira Vista não é mais um livro sobre almas gêmeas ou amores que ultrapassam as barreiras do tempo e da morte. Questões como medo, insegurança, traumas e escolhas equivocadas são abordados com a sutileza e importância que somente uma autora como a Manu consegue. Atrevo-me a dizer que o livro agradará tantos aos que acreditam em outras vidas quanto aos céticos de plantão, pois nos faz refletir sobre o impacto de nossas escolhas e decisões tanto nas nossas vidas quanto na vida de outros que nos cercam. Sim, temos o direito de sermos felizes e ao lado de quem amamos, mas é necessário serenidade suficiente para não prejudicar os que estão a nossa volta. Então eu te vi, assim como Depois que eu te vi (que estou acompanhando no Wattpad), é mais do que uma estória de amor entre um homem e uma mulher, é uma estória de amor entre almas que procuram evoluir e ter seu tão sonhado final feliz.