Tereza

27/02/2017

Resenha por Diane Bergher

Tereza é uma mulher madura, profissional de sucesso, mãe exemplar, que prestes a completar 50 anos e tornar-se avó de uma garotinha, conhece Augusto, um homem de meia idade charmoso e muito sedutor. Os dois iniciam um relacionamento intenso, onde Tereza se descobre novamente mulher, depois de uma viuvez inesperada. Em meio ao florescimento de uma paixão desenfreada, nossa protagonista precisa contornar a possessividade do filho que não aceita outro homem na vida da mãe, forçando-a escolher entre o convívio com a neta ou Augusto. É claro que para toda mãe, os filhos sempre são os primeiros, e não há escolha para Tereza, sua família é seu maior tesouro, mesmo que signifique abrir mão do homem a quem entregou mais do que o corpo, mas também o coração.

Tereza é um livro instigante, que nos faz refletir o quanto a vida nos pode reservar coisas esplêndidas. A Janete Cléa nos brinda com uma estória simples, mas emocionante; delicada, mas intensa; apaixonante, mas romântica. A maturidade dos protagonistas, de início, pode não nos deixar confortáveis, afinal, estamos acostumados a ler sobre mocinhas e mocinhos na casa dos seus 20 e poucos anos. É justamente aí que reside a beleza da narrativa. Augusto é um homem experiente e calejado pela vida, seguro de seus sentimentos, de suas qualidades e de seus defeitos, sabe como ninguém distinguir o desejo carnal do amor; com muito zelo e cuidado transmite segurança e confiança à Tereza, fazendo-a desabrochar novamente para a vida.

Não há como deixar de parabenizar a autora pela delicadeza em desmistificar o sexo na meia idade. Sim, nossos pais, avôs, tios podem e devem fazer sexo, podem e devem sentir desejo e paixão e merecem a felicidade plena. Se um relacionamento termina, não há porque não se abrir para outro. Como filha que sou, a autora fez-me pensar o quanto somos egoístas com nossos pais. Pedro não queria sua mãe em companhia de outro homem que não fosse seu pai; por puro egoísmo e usando de chantagem emocional, impôs à mãe que deixasse sua felicidade de lado, que abrisse mão de um recomeço ao lado de um novo amor.

A determinação de Tereza em manter-se afastada de Augusto se mantém até o dia em que se descobre grávida. Somente um novo filho é capaz de fazê-la enfrentar Pedro. É claro que, nestas alturas, Pedro com uma ajudinha da irmã mais nova, repensa seus atos e passa a aceitar Augusto na vida da mãe. Bem! O resto, vou deixar para vocês conferirem no Wattpad. Tereza, de Janete Cléa, está completo na rede social mais querida dos leitores e é uma ótima dica para seu feriado de Carnaval.